Vantagens de fachadas em Light Steel Framing

Com a adoção de fachadas em sistema Light Steel Framing (LSF), não há limitações para o projeto, como número máximo de pavimentos ou restrições estéticas, podendo ser executado qualquer tipo de projeto, seja ele conservador ou arrojado. Vale frisar, também, que o sistema LSF para fachadas não causa empecilhos frente aos demais sistemas da obra, como caixilharia, vedações internas, impermeabilização e instalações; requer, apenas, uma correta compatibilização dos projetos. 

As vantagens obtidas com a adoção desse sistema para execução de fachadas traduzem-se, principalmente, na redução significativa do cronograma de obra. Possibilita minimizar o tempo gasto com acabamentos, tanto internos como externos, e otimização, pois as instalações são todas executadas com a parede sem o chapeamento, eliminando-se a necessidade de quebrar o serviço já realizado para fazer as instalações. 

Outro trunfo que deve ser destacado é a leveza que os sistemas de fachada em LSF possuem ante as soluções em alvenaria, resultando assim em superestruturas mais esbeltas, otimizadas e baratas. Além, é claro, de se obter uma obra ecologicamente correta pela menor geração de resíduos, resultando em menos gastos com descarte de entulho. As eventuais manutenções que estejam relacionadas ao sistema de fachada em LSF, assim como a obra, são rápidas, pouco onerosas e bem limpas. 

Vale ressaltar que, em termos de desempenho e resultado final, a execução de fachadas em sistema LSF se destaca em relação aos métodos convencionais pela sua excelente performance de isolamento termoacústico. Isso ocorre devido à elevada resistência a impactos e intempéries. Além do mais, atende às exigências de Tempo Requerido de Resistência a Fogo e está de acordo com todas as normas e exigências do mercado nacional. 

Artigo do arquiteto Luiz Guilherme Penna, do Departamento de Especificação e Desenvolvimento da Etex no Brasil.

 

Fachada com Superboard

Blog