Revestir alvenaria com argamassa pode custar mais que o dobro

 aplicação Gesso em Alvenaria

O que é mais barato: gesso ou argamassa? Essa é uma dúvida que geralmente ocorre quando a obra chega ao fim, com alvenaria e lajes prontas. Mas essa é uma opção que pode ser pensada desde o projeto.

O arquiteto Marcio Moraes, em artigo publicado pelo site casa.com.br, da Abril, afirma que optar pelo gesso é mais econômico e que essa decisão deve ser tomada no projeto. “Pede planejamento”, afirma o especialista.

“A opção deve ser feita pelo arquiteto ainda durante o projeto executivo, pois sua fina espessura, em torno de 5 mm, requer compensação com o dimensionamento certo e a definição exata do material que será empregado na alvenaria de forma a não prejudicar o desempenho acústico da parede. Desse modo, os blocos precisam ser rugosos – como os de cimento ou cerâmicos não vitrificados – para garantir boa absorção de água, aspecto fundamental quando se trata da aderência do gesso”, explica.

Moraes diz que o baixo custo decorre da alta produtividade associada ao menor consumo de material, além de menos etapas na execução. “A finalização – pintura, papel de parede, revestimento cerâmico, chapa laminada etc – pode acontecer após regularização e lixamento.”

O gesso pode ser usado para revestir paredes internas, lajes e forros, com a ressalva de ser evitado em ambientes úmidos. Fábio Fiori, da área de desenvolvimento de produtos da Etex, ressalta que “revestir alvenaria com gesso é muito mais simples e resulta em uma parede muito mais plana”. 

Quando se usa argamassa, é preciso usar mais produtos e passar por mais processos: chapisco, emboço reboco. Leva mais tempo e gera mais custo e trabalho.

Fiori conta que, estima-se, a economia total pode chegar a 20% quando se decide usar o gesso para revestir alvenaria em vez de argamassa. O artigo da Abril ‘chuta’ mais alto. Veja tabela:

tabela

Os números acima, segundo a casa.com.br, representam um valor médio para a cobertura das paredes e do forro de um sobrado de 227,5 metros quadrados, mesmo padrão utilizado como referência para o Índice A&C – que era feito pelo site da revista Arquitetura e Construção, da Editora Abril.


Soluções indicadas – A Etex, por meio da sua marca Qualigesso, oferece duas soluções para quem opta por usar o gesso no revestimento de paredes e tetos: Qualigesso 60 e Qualigesso Jet.

O Qualigesso 60 é um gesso manual para revestimento de paredes, tetos, lajes e pilares de alvenaria. Com tempo total de trabalho de 60 minutos, elimina as fases de chapisco, emboço e reboco a uma única aplicação. Embalagens disponíveis nos tamanhos 40 kg, 20 kg e 5 kg.

Qualigesso Jet é o gesso de projeção mecânica para o revestimento de paredes, tetos, lajes e pilares de alvenaria. Sua aplicação evita a ocorrência de trincas e ele garante alta produtividade com menos mão de obra. O trabalho pode ser realizado em uma única aplicação, por meio de máquina de projeção, que resulta em menos resíduos de gesso e evita desperdício.


Gesso Cola – A finalização ainda pode contar com auxílio da massa cola para resolver com agilidade os desafios de decoração. O Qualigesso Cola dá o exemplo, é a massa para a colagem de sancas e outros elementos decorativos em forros e paredes. Devido a sua formulação, proporciona uma fixação segura com facilidade para retoques. Também é recomendado para o assentamento de blocos de gesso.

Blog