GYPSUM PREPARA O LANÇAMENTO DA MAIOR FÁBRICA DE DRYWALL DA AMÉRICA DO SUL

COM UM INVESTIMENTO DE 200 MILHÕES DE REAIS A NOVA FÁBRICA DO RIO DE JANEIRO SE SOMA A OUTRAS DUAS E TERÁ CAPACIDADE DE 30 MILHÕES DE M² DE CHAPAS DRYWALL POR ANO 

A Gypsum, empresa pioneira em drywall no Brasil, celebra 20 anos de operação no mercado brasileiro com a inauguração de uma nova linha de produção no Rio de Janeiro que terá a capacidade de produção de 30 milhões de m² de chapas por ano. “Será a maior fábrica de drywall da América do Sul e seguramente um dos maiores investimentos do Grupo Etex neste ano”, diz Philippe Rainero, presidente da Gypsum Drywall no Brasil. A fábrica deve gerar 100 empregos diretos e cerca de 450 indiretos. 

Localizado no polo industrial de Santa Cruz, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, o terreno que abrigará a unidade conta com uma área de 16 hectares, a pouca distância de unidades fabris de outras empresas que já têm investido na região. Estrategicamente posicionada próxima ao porto de Itaguaí e das principais rotas nacionais, a fábrica atenderá, principalmente, as regiões Sul e Sudeste do país com chapas de gesso e demais componentes dos sistemas Gypsum Drywall para paredes, forros e revestimentos, trazendo benefícios para a logística de distribuição e transporte da companhia.  

Na unidade de Santa Cruz, a Gypsum fabricará inicialmente as chapas standard, resistentes à umidade e resistentes ao fogo em diversas espessuras e dimensões, em conformidade com as necessidades atuais de construtores e especificadores, que apostam em sistemas construtivos de alta tecnologia para atender às novas normas de desempenho da ABNT e também para ofertar aos consumidores habitações mais sustentáveis, modernas e confortáveis. O drywall também se apresenta como uma das principais alternativas em construção a seco, assim como o light steel frame, e contribui para a redução do impacto ambiental, uma vez que seus componentes são 100% recicláveis. “Um grande desafio que o planeta terá nos próximos anos será a escassez de água e energia, e temos sistemas construtivos que trazem uma contribuição importante para a preservação do meio ambiente”, explica Rainero.  

A nova fábrica da Gypsum tem previsão de início de operações em dezembro de 2015 e as obras estão aceleradas. Muitos produtos e sistemas fabricados pela Gypsum e por outras divisões da Etex serão usados na nova unidade, como por exemplo, as chapas cimentícias Superboard, que serão aplicadas em alguns painéis de fachada.

Santa Cruz se unirá a outras duas fábricas já existentes no estado de Pernambuco, que produzem chapas de gesso, massas e colas para drywall e gesso em pó. As três fábricas juntas possibilitam que Gypsum atue de maneira sólida por todo o país.  

A Gypsum Drywall é referência no país, com grande número de distribuidores e montadores em todas as regiões. A empresa ajudou na consolidação dos sistemas drywall no mercado brasileiro através do desenvolvimento de grandes construtoras e de uma rede de negócios no mercado da distribuição; na participação ativa em programas de qualidade e no apoio à oferta de sistemas complementares. 

Tecnologia Aplicada a Habitação 

A construção civil brasileira passa por um momento de transição onde a tecnologia é vista como uma ferramenta de planejamento estratégico e de diferencial competitivo. Hoje as principais construtoras brasileiras adotam métodos racionalizados para reduzir o custo do metro quadrado e o impacto ambiental, além de oferecer um imóvel adequado ao perfil do consumidor moderno, que busca conforto e personalização.  

Portanto os sistemas drywall se tornaram uma das principais tecnologias que atendem a estas necessidades das construtoras, assim como fachadas pré-fabricadas, sistemas steel-frame, concreto moldado “in loco”, estruturas de laje plana, estruturas metálicas, portas prontas, sistemas hidráulicos flexíveis (PEX) e shafts, entre outros.

Rede Autorizada Gypsum