Especificação

Saiba mais sobre as especificações realizadas pelo Gypsum, navegando pelos links abaixo:
Recomendações para especificação
Fatores que influenciam na resistência do sistema de parede Gypsum Drywall
Recomendações para especificação de Sistemas Gypsum Drywall

O Departamento Técnico da Gypsum Drywall também realiza a especificação de projetos, otimizando a melhor relação custo beneficio e adequado as Normas vigentes. Entre em contato pelo e-mail tecnico.gypsum@etexgroup.com ou  faça aqui o upload do seu projeto, no Espaço de Arquitetura e Engenharia. 

Recomendações para especificação:

Recomendações para especificação:
As recomendações e especificações realizadas pela Gypsum Drywall têm como base a Norma ABNT NBR 15.758:2009, as Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros e as demais Normas ABNT que regulamentam a Construção Civil.
Os materiais de construção estão submetidos ao fluxo de pessoas, portanto, o foco na resistência das paredes e nas soluções de manutenção, deve levar em consideração a utilização de materiais duráveis,resistentes a impactos e de fácil manutenção. A utilização de sistemas resistentes limita essa questão, o que, por sua vez, reduz o custo de manutenção.
A resistência de um sistema é determinada por sua capacidade de resistir à deflexão sob carga ou a força necessária para romper o mesmo quando submetido a um impacto por um corpo duro ou mole. Os fatores que determinam esses aspectos de aceitabilidade são determinados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas e estão descritos na NBR 15758: partes 1, 2 e, 3 de 2009.
Ao se projetar devem ser levados em consideração os fatores que definem a resistência de uma parede. Numerosas áreas necessitam de resistência a impactos. As paredes que separam corredores, por exemplo, devem estar aptas a suportar impactos constantes.
Cada solução desenvolvida pela Gypsum Drywall leva em consideração não apenas o custo inicial dos sistemas, mas também o custo com a manutenção. A Gypsum Drywall reúne qualidade e resistência em seus produtos e sistemas propostos como solução. Portanto, o principal benefício dos sistemas Gypsum é a alta resistência ao impacto e o baixo custo de manutenção.

Fatores que influenciam na resistência do sistema de parede Gypsum Drywall:

Fatores que influenciam na resistência do sistema de parede Gypsum Drywall:

  • Altura da parede 
  • Espessura da chapa de gesso 
  • Número de camadas de chapas de gesso 
  • Espessura das estruturas 
  • Fixação das estruturas 
  • Espaçamento das estruturas 
  • Carga adicional ao sistema 
  • Ação do vento – carga uniformemente distribuída 
  • Qualquer carga pontual temporária 
  • Rigidez da chapa de gesso 
  • Dureza do gesso 
  • Flexão / resistência à ruptura da chapa de gesso

Recomendações para especificação de Sistemas Gypsum Drywall:

Recomendações para especificação de Sistemas Gypsum Drywall:
  • As unidades autônomas devem ser separadas por paredes com resistência ao fogo de 60 minutos. 
  • As paredes divisórias entre unidades autônomas e as áreas comuns devem possuir resistência ao fogo de no mínimo 60 minutos. 
  • As paredes divisórias das unidades autônomas devem possuir resistência ao fogo de no mínimo 30 minutos. 
  • São consideradas unidades autônomas os apartamentos residenciais, os quartos de hotéis, motéis e flats, as salas de aula, as enfermarias e quartos de hospital, as salas de escritórios em edifícios comerciais e assemelhados. 
  • Os elementos de proteção das aberturas existentes nas paredes corta-fogo devem apresentar resistência ao fogo de 60 minutos. 
  • Os tempos requeridos de resistência ao fogo devem atender as Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros local. 
  • Para classificar as edificações e demais dúvidas, aconselhamos consultar as Instruções Técnicas do Corpo de Bombeiros e as Normas ABNT. 
  • Para as escadas de segurança, a resistência ao fogo dos sistemas de vedação, paredes, caixas, dutos e antecâmaras não pode ser inferior a 120 minutos. 
  • As vedações usadas como isolamento das rotas de fuga devem resistir à ação do fogo por no mínimo 120 minutos. As vedações usadas como isolamento de áreas de risco e dos elementos estruturais devem resistir à ação do fogo por no mínimo 120 minutos. 
  • Os elementos de compartimentação interna da edificação, incluindo paredes, selagens dos shafts e dutos de instalações, não podem ter resistência ao fogo inferior a 60 minutos. 
  • A escolha, o dimensionamento e a aplicação de materiais de revestimento contra fogo são de responsabilidade do técnico do projeto/construção. 
  • As propriedades térmicas e o desempenho dos materiais de revestimento contra fogo e outras propriedades necessárias para garantir o desempenho e durabilidade dos materiais devem ser determinadas por ensaios realizados em laboratório, de acordo com as Normas ABNT.
  • A Gypsum Drywall oferece suporte técnico gratuito aos arquitetos, construtoras e demais profissionais, na especificação e elaboração de projetos em drywall.

A Gypsum Drywall oferece suporte técnico gratuito aos arquitetos, construtoras e demais profissionais, na especificação e elaboração de projetos em drywall. O Departamento Técnico da Gypsum Drywall também realiza a especificação de projetos, otimizando a melhor relação custo beneficio e adequado as Normas vigentes. Entre em contato pelo e-mail tecnico@etexgroup.com ou faça aqui o upload do seu projeto, no Espaço de Arquitetura e Engenharia.

Tipologia especificada pela Gypsum Drywall

Rede Autorizada Gypsum